Sem neutralidade da web, Brasil condena a liberdade de expressão

As empresas de telecomunicação querem, com a colaboração do PMDB, acabar com a neutralidade da web no Brasil. As empresas de tecnologia são contra, junto com a Rede Globo. Aprovada como as Teles querem, lei garante que as empresas que fornecem acesso à Internet não possam cobrar mais de você se você assiste mais vídeos no YouTube, joga mais GTA5 online ou se gosta de acessar sites pornográficos.…

So video does it – um sinal concreto da videomania

A comunicação digital é um meio efêmero – talvez o mais efêmero de todos. Todos os dias, um “novo Facebook” ou “novo Google” aparece na análise de um especialista. A fantástica velocidade da tecnologia, a ansiedade dos analistas em apontar tendências e a quantidade de espertalhões tentando vender gato por lebre formam esse quadro.…

YouTube, o marco zero do novo direito autoral digital

Quando o Google começou a negociar para comprar o YouTube no começo de 2006, os media moguls de todo o mundo anunciavam que o gigante de busca estava para cometer seu primeiro grande erro. A avaliação do YouTube estava na casa da centena de milhões de dólares e o valor seria um mico para a empresa de Mountain View por conta do sem-número de processos que se seguiria à aquisição, com os detentores de tudo quanto é produto digital exigindo remuneração por conta do uso de conteúdos com direitos registrados.…

Pressão por tendência de uso de vídeo não ajuda novos projetos

O binômio fundamental de aposta para o futuro no digital jaz em dois eixos extremamente claros: vídeo e mobile. Ainda que as duas vertentes ainda sejam um nó górdio no que diz respeito à monetização, não há nenhum player global que não esteja operando sua própria ‘bolsa de futuros’ sem considerar ambos como os mais importantes.…

Vídeo não é aposta certa para todo mundo

Junto com os dispositivos móveis, o vídeo é o must have da estrtatégia de qualquer player de tecnologia que tenha o usuário/consumidor final como mercado. Isso faz com que muita gente – aparentemente, a maioria – aposte e invista na produção de mais e mais vídeos esperando assim estar delimitando um espaço futuro que trará receita de algum lugar.…

Vídeo, o nó górdio da audiência na web

“Noventa por cento do tráfego da web virá de vídeo já em 2014”. A afirmativa agressiva vem de um executivo da Cisco falando sobre a dança dos padrões de tráfego que ocorre na Internet há uma década. Se é certo que o percentual de tráfego na web deve vir cada vez mais de vídeo, a certeza não vem só de um paradigma em todas as empresas digitais – que a aposta em vídeo é a próxima big thing.

Não é mau jornalismo, é uma sociedade doente

No último final de semana, um vídeo viralizou no YouTube. Uma garota com um microfone aparecia entrevistando um acusado de estupro (aliás, acusação quea própria empunhadora de microfone endossava). O vídeo é asqueroso. Ele , teoricamente, seria um retrato do jornalismo mais podre, doentio, oportunista, cruel e vigarista possível – uma espécie de sub-Ratinho dos piores tempos.…

SOPA, a versão de verdade de “O Império Contra-Ataca”

O Brasil passou à margem da discussão em torno da SOPA, acrônimo que dá nome a uma legislação neofascista americana, idealizada pela decadente indústria de Hollywood. Além da discussão fundamental para a sociedade acerca do reality show da Rede Globo, contribuiu para a pouca exposição do assunto o fato de que quem presta atenção ao caso uma minoria tão ínfima da população que mal conseguiria eleger um síndico de prédio.…