As dores do Twitter em um gráfico

O mecanismo de funcionamento dos mercados cria algumas situações aparentemente irracionais. O Twitter é um desses casos: mais de 300 milhões de usuários ativos mensalmente e de longe a rede social mais relevante para a sociedade não são suficientes para ‘aumentar’ o interesse dos mercados pelas ações da empresa.…

O meio é cada vez mais vital que a mensagem

O mercado de tecnologia está com uma febre alta – e há anos. Os preços de startups surgidas do nada explode e suas aquisições entram na contabilidade como investimentos simplesmente baseados na avaliação feita por ‘criatividade contábil’. Uma das febres mais agressivas é ao redor dos apps de mensagens, que gera quedas e elevações de ações simplesmente por artigos assinados em publicações de Wall Street ou tecnologia.…

O que a queda do crescimento do Twitter quer dizer

E o crescimento do Twitter está caindo. Sim, é uma frase esquizofrênica em si só, porque alinhada com as expectativas desgovernadas de um capitalismo disfuncional. Contudo, a redução do passo do Twitter não é um sinal ruim para seus usuários e não deveria ser nem para investidores ou para o mercado como um todo.…

So video does it – um sinal concreto da videomania

A comunicação digital é um meio efêmero – talvez o mais efêmero de todos. Todos os dias, um “novo Facebook” ou “novo Google” aparece na análise de um especialista. A fantástica velocidade da tecnologia, a ansiedade dos analistas em apontar tendências e a quantidade de espertalhões tentando vender gato por lebre formam esse quadro.…

O tsunami Ninja

O que aconteceu quando os criadores da Mídia Ninja Bruno Torturra e Pablo Capilé foram ao Roda Viva, da TV Cultura? Várias coisas. Os jornalistas começaram a discutir a si mesmos e aos métodos ortodoxos de jornalismo. Apareceu também, pela primeira vez em muitíssimo tempo, um conceito de se reportar e produzir informação que rompe com o modelo da mídia tradicional.…

Pressão por tendência de uso de vídeo não ajuda novos projetos

O binômio fundamental de aposta para o futuro no digital jaz em dois eixos extremamente claros: vídeo e mobile. Ainda que as duas vertentes ainda sejam um nó górdio no que diz respeito à monetização, não há nenhum player global que não esteja operando sua própria ‘bolsa de futuros’ sem considerar ambos como os mais importantes.…

Como fazer para a receita seguir a audiência?

Como remendar um modelo de negócios que está fazendo água? A questão é o santo graal das empresas de informação, particularmente aquelas noticiosas, que nas últimas duas décadas, viram naufragar o formato de sustento através das receitas publicitárias. Várias experiências estão sendo feitas para alterar o declínio das receitas – paywall, assinatura premium, crowdfunding – mas é possível que um modelo em declínio não possa ser salvo e a solução esteja em outro lugar.…

O futuro da notícia está no crowdsourcing

Nesta segunda-feira, quando o furacão Sandy começou a chibatear Nova York e pelo menos outros três estados, um evento demonstrou o poder do desenvolvimento das novas mídias digitais. Enquanto todas as empresas de comunicação não-estritamente-locais do país (mais as estritamente locais da Costa Leste) despejaram todos os seus recursos para cobrir o evento, cerca de 600 fotos do evento eram postadas a cada segundo no Twitter usando outros serviços de imagem como Flickr e Instagram.…