Por que o marketing ainda não entendeu o poder do conteúdo

Acesse um vídeo qualquer numa plataforma de vídeo digital no Brasil (YouTube mais que as outras, mas qualquer uma que traga anúncios já serve). Ao clicar em “Play”, você entra no fantástico mundo negacional da publicidade. O mundo do marketing ainda acha que entre você e o conteúdo há uma barreira na qual ele pode exibir o seu cliente.…

YouTube, o marco zero do novo direito autoral digital

Quando o Google começou a negociar para comprar o YouTube no começo de 2006, os media moguls de todo o mundo anunciavam que o gigante de busca estava para cometer seu primeiro grande erro. A avaliação do YouTube estava na casa da centena de milhões de dólares e o valor seria um mico para a empresa de Mountain View por conta do sem-número de processos que se seguiria à aquisição, com os detentores de tudo quanto é produto digital exigindo remuneração por conta do uso de conteúdos com direitos registrados.…

Pressão por tendência de uso de vídeo não ajuda novos projetos

O binômio fundamental de aposta para o futuro no digital jaz em dois eixos extremamente claros: vídeo e mobile. Ainda que as duas vertentes ainda sejam um nó górdio no que diz respeito à monetização, não há nenhum player global que não esteja operando sua própria ‘bolsa de futuros’ sem considerar ambos como os mais importantes.…

Qualidade do conteúdo só importa se distribuição for adequada

Quando comecei a trabalhar como jornalista, eu e um colega tínhamos um projeto e procurávamos investidores ou parceiros. Fomos indicados para falar com um outro jornalista que tinha feito o mesmo tipo de investida: criar uma publicação onde o diferencial era a “qualidade” (aspas aqui ficam por conta da dificuldade de se definir tal conceito).…

Quando a herança do impresso é um estorvo

A entrada da produção de conteúdo jornalístico no mundo digital não é um passeio, não é voluntária e não é necessariamente vantajosa. Meios de comunicação que estiveram por anos e décadas (e em alguns casos, séculos) confortavelmente apoiados em suas rotativas, vêem-se obrigados a tomar decisões que forçam a saída dessa zona de conforto.…

Vídeo, o nó górdio da audiência na web

“Noventa por cento do tráfego da web virá de vídeo já em 2014”. A afirmativa agressiva vem de um executivo da Cisco falando sobre a dança dos padrões de tráfego que ocorre na Internet há uma década. Se é certo que o percentual de tráfego na web deve vir cada vez mais de vídeo, a certeza não vem só de um paradigma em todas as empresas digitais – que a aposta em vídeo é a próxima big thing.

Crise na Grécia transfere credibilidade dos jornais aos blogs

Crises não acontecem por acaso e nem sempre são causadas por pressões exclusivamente externas. Frequentemente elas apontam uma falha sistêmica ou uma falência generalizada dos pressupostos do sistema. Na Grécia, a mídia não se enterrou somente economicamente, graças a um caos no sistema financeiro que  está desmontando o Estado.…