Category: Pt-BR

Tecnologia está ajudando a repaginar 2016 como um 1933 moderno

http://gty.im/79886933

Depois de uma crise econômica que somente os muito ricos não sentiram, ocorreu uma radicalização política que trouxe de volta à mesa temas que a calmaria política havia afastado: imigração, inflação, pobreza, desemprego, incerteza. Desse cenário, emergiu um personagem populista, demagogo, com amplas lacunas de ignorância, que liderou pesquisas com um diálogo de xenofobia, intolerância, militarista e intervencionista.…

A jornalista do NYT que desvenda o Estado Islâmico [Wired]

Rukmini Callimachi é a jornalista mais ‘fodona’ do New York Times e não é só por estar na empresa jornalística mais icônica do Ocidente: ela cobre as andanças e peripécias doentias do Estado Islâmico e acompanha todos os desdobramentos da ação do grupo pelo mundo.

Homepage e multimídia: por que seu site não é só ‘social & video’

http://gty.im/56583654

A mídia é uma indústria que vive de trends ditados pelos seus líderes de mercado – como qualquer outra.  A conversão digital jogou para a cabine de controle duas empresas que são monopolistas na prática. Essa liderança deu origem à supervalorização de dois desses trends: vídeo e social.…

‘Cale a sua boca’ ou como os sites estão acabando com os comentários (e com os trolls)

http://gty.im/163765275

“O cliente tem sempre razão”. A frase é um dos exercícios de relações pública mais forçados da história, porque todo mundo já esteve do lado do cliente para saber que ele não funciona na prática. No jornalismo, a máxima é ainda menos verdadeira porque a obrigação do jornalista é (supostamente) dizer a verdade, ainda que isso possa alienar a audiência.…

Só ouvir o que quer vai te levar a duvidar até dos fatos [Poynter]

Estudos indicam que as redes sociais tiveram um forte impacto na discussão pública no mundo. Como os algoritmos tendem atender às preferências dos usuários, estes estão cada vez mais sendo expostos a opiniões semelhantes às dele e assim, impedindo a discussão que é a base da democracia.

‘Spam’ editorial é a doença “social” que (todas) as publicações devem temer

A cada vez que alguém espirra no Facebook, o mundo editorial sua frio. A plataforma sediada em Menlo Park, California, é hoje o palco mais sensível para a maioria esmagadora das publicações pela sua capacidade de gerar tráfego. Recentes mudanças no algoritmo que escolhe o que você vai ver na sua timeline geraram incerteza e previsões catastróficas.…

Extinção de vagas pode migrar dos jornais para as agências [Contently]

Nos últimos dez anos, or jornais começaram a cortar mais e mais vagas em função do digital, mas uma nova tendência – a produção de #native ads nas redações, pode fazer com que jornais voltem a contratar e as demissões venham a acontecer nas agências de #publicidade.

O que pode impedir o digital de ser o Pac-Man da mídia?

Parece incrível, mas em bem pouco tempo, a TV vai deixar de ser a ricaça da mídia e você vai sentir isso. Aliás, tão pouco tempo quanto no ano que vem. No espaço de alguns poucos anos, a eficiência das ferramentas digitais atingiu níveis assustadores e os anunciantes estão mudando suas preferências.…

O inverno está chegando e ele vem num ‘ad blocker’

Um anticristo digital que dormia em silêncio há anos despertou e está impondo o terror nos domínios de largos setores da indústria de mídia. Os adblockers tinham alguns limitadores de funcionamento e alcance, mas eles foram basicamente dizimados pelas últimas versões do iOS e browsers.…

O novo conteúdo: líquido, multiplataforma, onipresente

Capa e Homepage são a capa-e-espada do sistema de priorização do jornalismo. Desde a publicação do Relation aller Fürnemmen und gedenckwürdigen Historien, supostamente o primeiro jornal do Ocidente, as histórias mais relevantes (na opinião do editor) iam para o espaço nobre – a capa.…

Você é uma mercadoria e seu valor vai aumentar (mas não muito)

Numa palestra em Stanford há alguns anos, o professor Paul Saffo descreveu a evolução da economia no século XX como indo da economia da escassez à economia do consumo. Segundo ele, com a crise de 2008, a economia do consumo atingiu seu pico e iniciou a transição para a economia da criação, que em última instância, é aquela decorrente da criação que você faz quando toma uma atitude tão simples quanto clicar num link.…

Sexo, liberdade de imprensa e Hulk Hogan: o Gawker vai à lona

Pouco se falou sobre o assunto aqui, mas na semana passada, um evento na mídia americana foi fundo em algumas das mais profundas crenças americanas: tecnologia, capitalismo, liberdade de expressão, privacidade, abuso de poder, ícones trash: o provável velório de uma das start-ups de mídia mais faladas da América é um colosso de reflexões.…