Redes sociais: uma ferramenta a mais para os jornalistas

“Essa história de leitor escrever querendo ter opinião é um saco. Ao leitor, deveria ser permitido somente escrever para dizer que gostou”. A opinião me foi dada por um luminar do jornalismo, um dos melhores textos que já conheci. Verdade, um profissional de outra época, mas jornalista na melhor acepção da palavra. A observação dele, contudo, é uma assunção que 99% dos jornalistas têm de forma privada e não têm coragem de assumir. Só que esse ganho de voz dos leitores não é ruim. Ele pode melhorar o trabalho do jornalista. Continue reading “Redes sociais: uma ferramenta a mais para os jornalistas”

Jornais se regozijam com crescimento econômico – mas não investem

Na última década (talvez um pouco mais do que isso), a diminuição da venda de jornais no Brasil era um sintoma claro da falência do modelo vigente pelo menos desde o golpe militar. Um crescimento consistente nos números de vendas há de ter deixado os donos de empresas felizes, mas não menos míopes. O forte crescimento econômico dos últimos anos significa vento na popa agora, mas não há investimentos concretos na estrutura. E quando as vacas emagrecerem, isso vai pesar. Continue reading “Jornais se regozijam com crescimento econômico – mas não investem”

De fornecedores a distribuidores de conteúdo

Raramente um setor da indústria – qualquer indústria – está preparado para mudanças que mexam no cerne de sua atividade. Por exemplo (citando o jornalista Paulo Markun), os copistas católicos pré-gutemberguianos dificilmente poderiam entender que a sua atividade não faria mais sentido com a invenção da prensa; fabricantes de artigos como máquinas de escrever, carburadores de motores a combustão e enceradeiras não conseguiam vislumbrar um mundo sem suas presenças; massagistas de times de futebol não imaginaram que a ciência traria novas formas de se evitar contusões. O jornalismo tradicional sofre o mesmo mal. Mas se evitada a negação freudiana, há saídas.

Continue reading “De fornecedores a distribuidores de conteúdo”

Huffington Post: sucesso é atenção ao usuário

Numa época onde os jornais vendem cada vez menos anúncios, têm cada vez menos leitores e enxugam cada vez mais suas redações, a notícia de que o Huffington Post, megablog de Arianna Huffington que passou da competição dos blogs a peitar o NYT, deve abrir uma edição britânica, deve dar um complexo de asno nos editores da mídia tradicional. A pergunta óbvia é: o que que ela tem que eu não tenho? E a resposta (menos óbvia) é: muita coisa. Continue reading “Huffington Post: sucesso é atenção ao usuário”

O mundo – ainda – precisa de jornalistas

Numa entrevista dada à Deutsche Welle, o presidente do Comitê de Proteção aos Jornalistas, Joel Simon, reafirmou a necessidade que a sociedade tem dos jornalismos e estabeleceu uma linha dividindo jornalistas e blogueiros que vai muito além do patético diploma inútil vendido por algumas escolas. “Blogueiros podem ser jornalistas, mas nem sempre o são”. O Citizen Journalism é uma farsa quando pretende dizer que qualquer um que escreve é jornalista, mas não quando diz que qualquer um pode ser – especialmente com a ajuda da tecnologia. Continue reading “O mundo – ainda – precisa de jornalistas”

NYT em processo de midiossaurização

Sabemos hoje que um cometa bateu na Terra, criou a era glacial e os dinossauros saíram de cena. Apesar de terem a seu dispor todo o dinheiro e poder possível, um novo tipo de dinossauros, os mídiossauros, estão rumando para o mesmo fim. Um novo sintoma do fim dos mídiossauros é a brilhante medida do NYT em fechar o acesso de seu conteúdo aos usuários que o faziam através do Safari via iPad. Sorte dos arqueologistas digitais, que podem documentar todo o processo in loco. Continue reading “NYT em processo de midiossaurização”

BBC quer fazer jornalismo direto do iPhone

Soa paradoxal dizer que a mídia se ressinta da evolução meteórica da tecnologia, mas o fato é que a facilidade de manipulação de conteúdo pelo usuário normal tornou ele mesmo – usuário – um possível competidor para o trabalho daas majors da imprensa. Porém, nem tudo é tão sombrio quanto pode parecer para as grandes corporações de mídia no que diz respeio à evolução tecnológica. As empresas que tiverem flexibilidade para cortar na carne hoje, podem ter ganhos operacionais grandes, como está fazendo a BBC. Continue reading “BBC quer fazer jornalismo direto do iPhone”