Escoriocracia: como a tecnologia coloca o pior da sociedade no poder

  Quase que só no âmbito jornalístico ou nos mais sofisticados ambientes intelectuais é que se discute no Brasil a crescente pressão do cenário político americano que é fruto de um fenômeno mediático e tecnológico. O evento das fake news é muito mais profundo do que a compra de anúncios no Facebook por indivíduos russo supostamente a mando de Vladimir Putin.…

The six worst hypocrisies of the copyright industry in the last decade

Copyright Monopoly: The copyright industry keeps pounding a simplistic message to legislators – that copyright law is simple and that nobody honest could ever break it, and that it’s easy to “tell right from wrong”. But when you look at the deeds of the copyright industry instead of their words, they don’t seem very eager to follow their own rules themselves – if nothing else, demonstrating in deed that those rules are outdated, silly, or both.

“Fake News”, o filho bastardo psicótico do jornalismo

Quando, na madrugada de 9 de Novembro,  Donald Trump fez seu pronunciamento já como presidente eleito, a América liberal (e o mundo) sentiu um frio na espinha digno de filmes de terror. Trump, numa excitação quase histérica, anunciava a capitulação democrata após um longo e sangrento combate diante de uma sociedade atônita.…

Trump: resultado da desconexão de mídia e elite com a sociedade

Embed from Getty Images

A mídia se discutiu muito durante os 518 dias de campanha, mas não foi uma autoavaliação. Foi pugilato. Marcas famosas como o New York Times e Washington Post arreganharam os dentes para combater a Right-Wing Media que, por sua vez, diga-se de passagem, não teve vergonha de sugerir mentiras, indo da filiação de Obama a um partido comunista a uma demência que Hillary estaria escondendo.…

A mercadoria rara agora é você e não o que você consome

mail package photo

“O cliente  tem sempre razão”. Na prática, é uma mentira na maioria das vezes. Em todas as indústrias, raramente o cliente não é visto com desdém. Parte da explicação era a sociedade de consumo, industrial, impessoal e desconectada. A combinação da consolidação digital com o derretimento da economia em 2008 criaram um cenário onde o conteúdo não perdeu somente a realeza – ele virou uma commodity rasteira.…

Como o meio digital possibilitou “desertos” jornalísticos

É uma história que, se você for brasileiro, já conhece: cidade média, até com certo poder aquisitivo, tem um jornal pequeno (raramente mais de um), semiprofissional e que tem relacionamento próximo com as elites política e financeira locais. O resultado dessa equação, um jornalismo deficiente e alinhado com o poder local, criava grandes “desertos’ noticiosos, largas faixas de território onde a cobertura local era restrita e só a TV se impunha como fonte de informação. …

Mídia dos EUA tem uma bolha que logo explodirá

A evolução da economia digital das últimas duas décadas teve seu reflexo na mídia. Para cobrir um acúmulo de dinheiro massivo como o proporcionado pela Internet e derivações, a mídia especializada foi ampliada exponencialmente. Publicações sobre tecnologia (como o Tech Crunch, Mashable e Gizmodo) e empresas digitais independentes operando em modelos de negócio sem precedentes na mídia tradicional (Buzzfeed, Vice, Business Insider) estão recebendo investimentos descabidos.…

Como a ‘superstar economy’ pode ir para o lado negro da força

Pare um momento, feche os olhos, e pense no roteiro de um dia normal na sua vida. Se você mora numa cidade e tem acesso à Internet (o que é extremamente provável), é praticamente certo que você seja cliente de, no mínimo, duas das maiores empresas de tecnologia do mundo (Facebook e Google), tem uma boa chance de usar os serviços e produtos de uma terceira (Apple) e não é impossível de também usar serviços de outras duas (Amazon e Uber).…

Tecnologia está ajudando a repaginar 2016 como um 1933 moderno

Depois de uma crise econômica que somente os muito ricos não sentiram, ocorreu uma radicalização política que trouxe de volta à mesa temas que a calmaria política havia afastado: imigração, inflação, pobreza, desemprego, incerteza. Desse cenário, emergiu um personagem populista, demagogo, com amplas lacunas de ignorância, que liderou pesquisas com um diálogo de xenofobia, intolerância, militarista e intervencionista.…