Ferramentas de curadoria do Twitter serão marco para o jornalismo

Há cerca de dois meses, o CEO do Twitter, Dick Costolo, afirmou , entre outras coisas, que a empresa estava desenvolvendo novas ferramentas de curadoria para serem usadas nas redações. Costolo e o Twitter dão indícios de que não devem apostar somente nas receitas tradicionais de publicidade, sobre as quais, o mercado cria uma imensa expectativa. O Twitter é, provavelmente, a forma mais  eficiente de coleta de grandes quantidades de dados formatados sob uma organização que os torna viáveis para uso. Curadoria de informação é um aspecto fundamental do jornalismo do futuro e essas ferramentas têm o potencial de dar ao jornalismo os instrumentos para a reestruturação que ele precisa.

Apurar os fatos sempre será o cerne de qualquer jornalismo, mas esta é uma função em que o jornalista já não tem mais exclusividade. É preciso aceitar colaborações para poder cobrir a quantidade de locais e acontecimentos necessários. Os tweets de bilhões de pessoas fazem parte dessa coleta. A participação do Twitter como o viabilizador de maneiras para se gerenciar esses fluxos de informação é decisiva.  Ouça abaixo a fala de Costolo na Online News Association Conference and Awards (ONA12)

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/tracks/60702316″ iframe=”true” /]

A resistência das mídias tradicionais em adotar o Twitter como ferramenta básica é um receio de dependência. Só que na verdade, essa dependência já existe e brigar com ela não vai adiantar. Jornalistas precisam apresentar a informação coletada pela audiência em diversas formas, e essa possibilidade de novas ferramentas é extremamente interessante. OA única admoestação que o Twitter tem é sobre a própria independência. A entrada de capital saudita na companhia e a autocensura atendendo interesses de terceiros levantam suspeitas sobre quanto à capacidade do Twitter de se manter como um hub eficiente de dados. O mundo precisa do Twitter como ele foi idealizado e não mais uma empresa guiada pelo interesse de acionistas. Senão, as portas estarão abertas para outros concorrentes.

Cassiano Gobbet

I am a journalist, interested in everything related to the equation technology + communication.